gaspar1

Biografia

Engº Agrônomo Nilson Alcides Gaspar

Nilson Alcides Gaspar nasceu em 20 de março de 1969. Filho de Alcides Gaspar e Maria Aparecida Perucci Gaspar é casado com Tania Castanho Ferreira e pai de dois filhos, Beatriz Ferreira Gaspar e Joao Pedro Ferreira Gaspar. É engenheiro agrônomo formado pela Escola Superior de Agronomia e Zootecnia, de Espírito Santo do Pinhal (SP).

Gaspar, como é mais conhecido, é de família tradicional de Indaiatuba.  Seu avô Gerônimo teve um hotel e restaurante no centro da cidade durante muito tempo. Os mais antigos se lembram do restaurante do Mome. Naquela época,  era o ponto mais frequentado de Indaiatuba.

Seu pai, Cidão  Gaspar,  sempre ligado à agricultura é o presidente da Romaria. Cuida dessa atividade como se fizesse parte da família. Há uns 40 anos, Cidão deixa seus afazeres para estar sempre presente na organização e na romaria propriamente dita, que vai, todo ano, de Indaiatuba até a cidade de Pirapora. Gaspar herdou de seu pai essa vertente de ajudar as pessoas e a capacidade de organização.

Sua mãe, Cidinha Perucci, tão conhecida como o pai, é professora aposentada. Ensinou muita gente a ler e escrever na Escola Pública Randolfo Moreira Fernandes; inclusive o prefeito Reinaldo Nogueira. Foi na escola pública do Randolfo que nasceu uma grande amizade entre Reinaldo e Gaspar. Da sua mãe, Gaspar herdou a paciência e a capacidade de saber ouvir.

Depois de formado foi trabalhar na empresa Sandoz, num posto de serviço em Ribeirão Preto, onde ficou por dois anos. Aceitou uma oferta para trabalhar na famosa imobiliária Roque Seabra. Em menos de um ano a empresa percebeu em Gaspar a capacidade de liderança e a facilidade de trabalhar em equipe e o promoveu.

Carreira Pública

Voltou para Indaiatuba para ajudar na primeira campanha à prefeito do amigo Reinaldo Nogueira e iniciou sua carreira na administração pública municipal.

1997 – 2011

No cargo de diretor de Meio Ambiente, sendo nomeado secretário municipal de Urbanismo e do Meio Ambiente em 2001; cargo que exerceu até 3 de janeiro de 2011, quando foi nomeado superintendente do SAAE, pelo prefeito Reinaldo Nogueira.

No comando da Secretaria de Urbanismo e do Meio Ambiente destacou-se na regularização da expansão urbana do município, participando da atualização do Plano Diretor de Indaiatuba.

Atuou na implantação de programas importantes, como o da destinação dos resíduos sólidos, com a instalação do Aterro Sanitário, Aterro de Inertes, Ecopontos, Centro de Triagem de Material Reciclável, Compostagem, ampliação da coleta de óleo de fritura usado e ampliação da Usina de Biodiesel e instalação do Centro de Zoonoses.

Foi, ao lado do prefeito Reinaldo Nogueira, um dos principais responsáveis pela urbanização do Parque Ecológico, com o plantio de milhares de mudas de árvores; desassoreamento do Córrego do Barnabé, e com a criação de novos lagos.

Em sua gestão à frente da Secretaria Municipal de Urbanismo e do Meio Ambiente inúmeras Áreas de Preservação Permanente (APPs) foram recuperadas, dando lugar a áreas de lazer, como o Parque das Frutas, o Floresta Parque, entre outros.

Respeitado pelos órgãos ambientais por sua atuação, realizou cursos de aperfeiçoamento na área de saneamento básico, sendo um dos principais responsáveis por Indaiatuba ter conquistado, em 2010, o Selo Município Verde Azul, atribuído pela Secretaria de Estado do Meio Ambiente às cidades que se destacaram nas ações ambientais, de proteção e valorização de seus recursos hídricos.

Destaques também para a regularização da expansão urbana do município, participando da atualização do Plano Diretor de Indaiatuba.

2011 – 2016

Na direção do Saae, Gaspar foi responsável por dar agilidade e andamento em obras importantes para aumentar a oferta de água para Indaiatuba, como a barragem do rio Capivari-Mirim, a maior obra de saneamento do município, (idealizada pelo prefeito Reinaldo Nogueira ainda em seu primeiro mandato) que também irá regularizar a vazão do manancial responsável por abastecer 40% da população.

No início de 2014, quando não choveu o suficiente e as mudanças climáticas apontaram para um ano atípico, o superintendente do Saae, demonstrou ter uma excelente visão administrativa e tomou medidas importantes que evitaram que Indaiatuba sofresse demasiadamente com a crise hídrica que afetou toda região sudeste do país.

Junto com o Prefeito Reinaldo Nogueira e o Deputado Rogério Nogueira lutou e conseguiu reclassificar o Rio Jundiaí, o que estava previsto para acontecer apenas em 2015 pelo Plano de Bacias dos Comitês PCJ, já prevendo a importância do Jundiaí para abastecer a cidade no período de crise hídrica e também para acompanhar o crescimento de Indaiatuba. Hoje a utilização do rio para captação ampliou em 40% a oferta de água bruta do município.

Acelerou muitas obras para aumentar a capacidade de tratamento e distribuição de água tratada, com a construção de novas redes e adutoras, de novos reservatórios, e a ampliação das estações de tratamento de água.

Com a disponibilidade hídrica do município já sendo ampliada, o maior investimento nos próximos anos será a ampliação e adequação da Estação de Tratamento de Esgotos Mario Araldo Candello que irá tratar 100% do esgoto coletado.

Com todo esse planejamento, Gaspar, pretende garantir que o Saae consiga atender com excelência, a população de Indaiatuba nos próximos 20 anos.